download-imagem-2

Hits de Sucessos
Das 00:00 às 23:59
Auto DJ

Balas perdidas matam quatro pessoas e ferem outras três no Rio de Janeiro

vitima-bala-perdidaNos últimos 18 meses, hospitais gerenciados pelas secretarias municipal e estadual de Saúde do Rio de Janeiro atenderam 4.053 vítimas de PAF (projétil de arma de fogo). O número escandaloso foi revelado na reportagem especial que ilustra a capa de VEJA desta semana. Mas num cotidiano de violência sem fim, em que as autoridades perderam completamente o controle da situação, esta contagem de baleados não para nunca. Nas últimas 48 horas, pelo menos outras sete pessoas engrossaram tragicamente as estatísticas. Quatro delas morreram. Uma das vítimas, um rapaz que já havia sido baleado durante um assalto cinco anos atrás, na Zona Oeste da Cidade Maravilhosa.

“Estamos vivendo numa guerra diária. E esta história, se fosse um filme, não poderia ser tão trágica”, desabafa o motorista particular Wesley Lessa. Ele é primo de Vanderson de Jesus Lessa da Silva, de 25 anos, morto durante uma festa na madrugada da última segunda-feira, próximo à Favela Vila Aliança, em Senador Camará. Há cerca de quatro anos, depois de uma festa de São Jorge, em Padre Miguel, Vanderson resolveu voltar pra casa mais cedo porque faria um curso no dia seguinte de manhã. Quando desceu do táxi, quase na esquina de casa, foi atacado por assaltantes que, após roubarem tudo, atiraram. A bala atingiu a coluna cervical e Vanderson ficou paraplégico.

Foi uma recuperação sofrida, mas o jovem e sempre alegre rapaz deu a volta por cima: “Todo mundo esperava que ele ficasse revoltado, mas não. Ele nunca se fez de coitadinho, fazia esportes, malhava, enfim, vivia a vida como qualquer jovem”, diz o primo. Em sua página no facebook Vanderson aparecia sempre sorrindo, brincando com amigos e comemorando a vida. Até que uma confronto entre policiais e bandidos o deixou sem tempo de reação, na madrugada de segunda-feira. Uma bala perdida atingiu seu ombro. Levado para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, ele foi operado, mas ao longo do dia seu quadro piorou. E Vanderson não resistiu. Um amigo que estava com ele também foi baleado , mas passa bem.

Neste momento, a família de Vanderson se juntava ao drama de outras duas que, em situações semelhantes, já peregrinavam para enterrar seus parentes. Na manhã de domingo, pouco depois das 7h, a diarista Cícera Rodrigues da Silva, de 38 anos, saía de casa, na Favela Furquim Mendes, no bairro Jardim América, na Zona Norte – às margens da Rodovia Presidente Dutra – para à igreja, quando foi atingida por um tiro. Socorrida para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, ela também acabou morrendo. Na noite do próprio domingo, em Japeri, a vítima da vez foi Sonia Maria Oliveira, dona de uma barraca de cachorro quente na Praça Olavo Bilac. Durante um ataque de traficantes que disputam as bocas de fumo da região, ela acabou ferida e morreu.

Segurança é preso em flagrante por estupro no Parque Olímpico

esporte-olimpiada-rio-instalacoesO segurança Genival Ferreira Mendes foi preso em flagrante na madrugada deste domingo no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, acusado de estuprar uma bombeira civil no velódromo, onde ocorrerão as competições de ciclismo dos Jogos de 2016. De acordo com a Polícia Civil, ele foi detido por agentes da Força Nacional de Segurança (FNS) e levado para a 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.

O acusado trabalha para a empresa Gocil, contratada pelo Comitê Rio-2016 para prestar serviços de segurança, controle de acesso, prevenção de sinistros, atendimento de primeiros socorros e vigilância em várias instalações olímpicas. De acordo com a polícia, a vítima estava dormindo e não tinha condições de resistir ao ataque de Mendes, que tentou passar a mão por baixo de seu uniforme.

A pena para o crime de estupro de vulnerável – que se refere a menores de 14 anos ou a pessoas incapazes de oferecer resistência – é de reclusão de oito a 15 anos.

O Comitê Rio-2016 informou que “repudia veementemente qualquer tipo de violência e desrespeito”. Responsável pela organização dos Jogos, o comitê diz que o caso foi registrado em delegacia para que sejam aplicadas as devidas penas previstas na lei brasileira caso o crime fique comprovado. Segundo o órgão, “todos os funcionários terceirizados são orientados a seguir o código de conduta da Rio-2016”.

Justin Bieber recusa oferta para participar de evento de Trump

O cantor pop Justin Bieber recusou um convite para se apresentar na Convenção Nacional do Partido Republicano, realizada na semana passada. Com a recusa, Bieber disse ‘não’ a um contrato de 5 milhões de dólares (16 milhões de reais), o que seria o maior cachê de toda sua carreira, segundo o site TMZ.

Quem aconselhou o cantor canadense a desistir da apresentação foi seu empresário, que ameaçou se demitir, e o jogador de basquete e seu amigo LeBron James.

Os organizadores da convenção garantiram que a apresentação não seria um ato político, pois ele não precisaria se pronunciar favorável a Donald Trump, candidato republicano à presidência dos EUA. O empresário contatou LeBron, que estava em Cleveland, que garantiu que o evento era “100% político”.

O empresário e representantes da agência que administra a carreira de Bieber tentaram incluir no contrato a condição de que o cantor se apresentaria com banners do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), que combate a violência contra negros no país, mas os organizadores não aceitaram e o convite foi recusado.

Hillary abre vantagem em pesquisa após Convenção Democrata

Hillary Clinton aparece à frente do candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, em uma pesquisa publicada no domingo nos Estados Unidos, após ser indicada oficialmente como candidata democrata à presidência na semana passada. O levantamento, feito pelo site de especializado em política Morning Consult e elaborado entre 29 e 30 de julho, indica que 43% dos eleitores votariam em Hillary, enquanto Trump tem o apoio de 40%.Na edição anterior da mesma pesquisa, feita depois da convenção republicana que coroou Trump como candidato, o magnata aparecia na frente da ex-secretária de Estado, com 44% contra 40%. A pesquisa também mostra que 17% dos entrevistados ainda não decidiu em quem votará nas eleições presidenciais de 8 de novembro.

“Também fiz sacrifícios”, diz Trump

O bilionário republicano decidiu responder às críticas de Khizr Khan, pai de um soldado muçulmano morto no Iraque, que proferiu um discurso durante a Convenção Nacional Democrata dizendo que Trump “nunca sacrificou nada”. Em entrevista à rede de TV ABC no domingo, o magnata respondeu que “criou milhares de empregos” e construiu um grande império. “Acho que isso são sacrifícios, quando eu consigo empregar milhares de pessoas, cuidar de sua educação e tantas outras coisas”, comentou.

Reforma da Previdência vai afetar mais quem tem até 50 anos

As mudanças mais drásticas estudadas pelo Planalto para a Previdência valerão para quem tiver até 50 anos, tanto na iniciativa privada como no setor público. Acima desta faixa etária haverá um “pedágio” para quem quiser se aposentar, a chamada regra de transição, prevendo um período adicional de trabalho de 40% a 50% do tempo que falta para que se tenha direito ao benefício.

As propostas foram apresentadas ao presidente em exercício, Michel Temer, e ainda serão debatidas com dirigentes sindicais e empresários. A ideia é que a idade mínima para que o trabalhador requeira a aposentadoria seja de 65 anos, no caso de homens, e de 62 para mulheres.Tudo está sendo planejado para que as mudanças atinjam funcionários de empresas privadas e também servidores públicos. “Talvez não unifiquemos o sistema, mas vamos unificar as regras”, disse à reportagem o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. “O problema é que o buraco é muito grande. Agora, é fazer ou fazer.” Cálculos do governo indicam que o rombo na Previdência, já neste ano, será de 146 de reais e poderá chegar a 180 bilhões em 2017.

A primeira versão de um estudo sobre a reforma da Previdência consta de uma cartilha intitulada “Mudar para Preservar”. As mudanças põem por terra a fórmula 85/95, uma alternativa ao fator previdenciário. O projeto, aprovado no ano passado pelo Congresso e sancionado pela presidente Dilma Rousseff, hoje afastada, estabelece que, quando a soma da idade e do tempo de contribuição para o INSS atingir 85 pontos (mulheres) e 95 (homens), a aposentadoria é integral. A fórmula foi considerada um avanço porque o fator previdenciário pode diminuir o valor do benefício.

Temer pretende enviar a proposta de reforma da Previdência ao Congresso somente após as eleições municipais de outubro. Até lá também já haverá um desfecho sobre o processo de impeachment de Dilma. O julgamento final, no plenário do Senado, deve começar no próximo dia 29 e durar uma semana. governo interino também avalia a possibilidade de mulheres e professores terem regra de transição especial para aposentadoria. “É importante abrirmos um grande debate nacional com a sociedade porque o modelo atual não deu certo. Não podemos restringir a discussão a governo, associações de trabalhadores e confederações empresariais”, argumentou Padilha.

Letícia Sabatella é agredida durante protesto pró-impeachment

A atriz Letícia Sabatella publicou em seu Instagram um vídeo no qual ela é xingada por um grupo de manifestantes pró-impeachment que se reuniu no centro de Curitiba, no Paraná, neste domingo. No vídeo, é possível ver e ouvir a atriz sendo hostilizada por uma mulher, que a chama de “sem-vergonha” e grita “chora, petista”. Um outro manifestante a tacha delicadamente de “p***”.

Letícia estava cercada por um grupo de manifestantes e alguns policiais tentaram protegê-la. Um homem tentou furar o bloqueio dos policiais e começou a bater na mão da atriz para impedir que ela continuasse gravando.

“Não fui provocar ninguém, passava pela praça antes de começar a manifestação e parei para conversar com uma senhora. Meu erro. Preocupa esta falta de democracia no nosso Brasil. Eles não sabem o que fazem”, escreveu a atriz em seu Instagram.

Paula Fernandes: de menina brejeira a mulher forte do sertanejo

Em nova fase, cantora mineira sobrevive ao teste do tempo e se destaca como o nome feminino mais marcante em um gênero predominantemente masculino: ‘Abri clareira na foice para as mulheres no sertanejo ‘A cantora Paula Fernandes dispensa apresentações. Mas não era bem assim em 2010, ano em que ganhou projeção ao participar do tradicional especial natalino do cantor Roberto Carlos, na Rede Globo. Quase uma desconhecida, sua presença no programa logo despertou suspeitas – seria ela a nova namorada do “rei”? – que ela nega com convicção. E serviu para projetar a mineira de Sete Lagoas, que na realidade está na estrada desde a adolescência, para todo o país. Naquela noite de Natal, Paula virou sensação não só pela música, mas também – e talvez principalmente – pelas belas pernas exibidas em rede nacional. O que muita gente não percebeu ali, distraída pela beleza da cantora, foi que aquela menina de aparência brejeira seria uma verdadeira mina de ouro para o mercado fonográfico.

Sertanejos ofuscam músicos internacionais nas rádios brasileiras

Levantamento mostra as 100 canções mais executadas no país no primeiro semestre de 2016. Entre elas, apenas nove são entoadas por artistas estrangeiros

Entre as 100 canções mais tocadas nas rádios brasileiras no primeiro semestre de 2016, apenas nove são entoadas por artistas internacionais, mostra o levantamento feito pela empresa especializada em monitoração Crowley Broadcast.

O sertanejo mostra novamente sua popularidade, sendo o gênero mais abundante no ranking. No topo está a dupla Zé Neto & Cristiano, com a canção Seu Polícia, em seguida aparecem Marcos & Belutti, e a faixa Romântico Anônimo; Henrique & Diego, com Esqueci Você; Jorge & Mateus, com Sosseguei; e Victor & Leo, Vai Me Perdoando, respectivamente.

 

Link to my Facebook Page
Link to my Goodreads Page
Recommend this page!
Link to my Twitter Page
Link to my Youtube Page

bannergif260x250-1

300x250_app_radiosnet_nossa_radio